Moto é o primeiro finalista do Maranhense

O Moto é finalista do Campeonato Maranhense. Após o empate por 1 a 1, no segundo jogo com o Maranhão, no Estádio Castelão, o time rubro-negro vai decidir o título do Estadual 2018. No primeiro jogo, as duas equipes já haviam empatado por 0 a 0.

O destaque da partida foi o goleiro Rodrigo Ramos que fez pelo menos quatro grandes defesas que garantiram a classificação e a invencibilidade do time rubro-negro.

O MAC começou o jogo em cima, mas foi o Moto que abriu o placar, na primeira finalização, aos 11 minutos do primeiro tempo, num contra-ataque que Val Barreto mandou para o fundo do gol.

O Maranhão empatou aos 17 minutos do segundo tempo num pênalti que ninguém entendeu a marcação do árbitro Mayron Frederico dos Reis Novais. Emerson cobrou e deu novamente esperança ao time atleticano de chegar à final.

Após o empate, o MAC foi buscar a vitória, mas brilhava a estrela do goleiro Rodrigo Ramos.

O outro finalista sairá do confronto entre Imperatriz e São José, no sábado, às 19h30, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia. O Imperatriz tem a vantagem do empate. O São José precisa vencer para chegar a uma final inédita.

Foto: Lucas Almeida

Anúncios

Richarles da Escolinha do NOEC é aprovado para o Sport Recife

Hoje (22) recebemos uma excelente notícia para o nosso esporte e para a cidade de Nova Olinda do Maranhão.

O atleta da Escolinha do NOEC, Richarles foi aprovado para a categoria sub 14 do Sport Clube do Recife. Richarles passou por duas observações aqui em Nova Olinda do Maranhão em 2017 e em Pindaré Mirim em janeiro de 2018, feita pelo coordenador João Maradona.

O garoto de Nova Olinda do Maranhão viajou para o Recife para um período de 30 dias de treinamentos com os garotos da base do clube. O treinador informou hoje (22) que o garoto foi aprovado e que fará parte da base do clube.

A Escolinha do NOEC, em parceria com o professor Yan Jansen (que representa a base do Sport no Maranhão), em breve farão nova avaliação em Nova Olinda do Maranhão no mês de julho.

Os pais do garoto Richarles estão felizes pelo sucesso do atleta. Richarles ficará na base com clube, onde estudará e buscará alcançar o sonho de ser atleta profissional.

 

Não perca tempo! Últimos dias para inscrições de concurso do Banco do Brasil

O concurso do Banco do Brasil (BB) para escriturário está na sua última semana de inscrição, com o prazo se encerrando às 23h59 da próxima terça-feira (27). A seleção preencherá 60 vagas (30 imediatas e 30 para cadastro reserva) distribuídas entre as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, de acordo com o edital.

Destinada a profissionais de nível médio, a carreira oferece vencimentos de R$ 4.036,56, já considerando os valores do salário-base (R$ 2.718,73), da ajuda alimentação/refeição (R$ 737) e da cesta alimentação (R$ 580,83).

O BB oferece ainda outros benefícios, entre eles: participação nos lucros ou resultados; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; previdência privada; e possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional.

Concurso Banco do Brasil 2018: inscrições e provas

As inscrições para o concurso do Banco do Brasil são recebidas por meio do site da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br), banca que organiza a seleção. O valor da taxa é de R$ 48.

O processo seletivo envolverá prova objetiva e redação. A primeira trará 70 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos básicos e específicos, enquanto a segunda cobrará a elaboração de um texto entre 25 e 30 linhas.

O conteúdo programático do concurso para escriturário do Banco do Brasil inclui língua portuguesa, língua inglesa, matemática, atualidades do mercado financeiro, probabilidade e estatística, conhecimentos bancários e informática.

Provas do concurso
Marcados para 13 de maio, os exames ocorrerão em Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Campinas/SP, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ ou São Paulo/SP.

De acordo com o edital, o concurso do Banco do Brasil 2018 terá validade de um ano, prorrogável por mais um, a critério do órgão.

Banco Central reduz juros básicos da economia para 6,5% ao ano

Pela 12ª vez seguida, o Banco Central (BC) baixou os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu hoje (21) a taxa Selic em 0,25 ponto percentual, de 6,75% ao ano para 6,5% ao ano. A decisão era esperada pelos analistas financeiros.

Com a redução de hoje, a Selic continua no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. Em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,75% ao ano em fevereiro, o nível mais baixo até então.

Crédito mais barato

A redução da taxa Selic estimula a economia porque juros menores barateiam o crédito e incentivam a produção e o consumo em um cenário de baixa atividade econômica. Segundo o boletim Focus, os analistas econômicos projetam crescimento de 2,83% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos pelo país) em 2018. A estimativa está superior à do último Relatório de Inflação, divulgado em dezembro, no qual o BC projetava expansão da economia de 2,6% este ano.

Agencia Brasil

 

 

Queda de energia afeta cidades em 13 estados do Norte e do Nordeste

Municípios de ao menos 13 estados do Norte e do Nordeste do país enfrentam queda de energia nesta quarta-feira (21): Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins.

Também houve registro de falta de energia em São Paulo, Minas Gerais e Santa Catarina.

O problema foi registrado às 15h48. Em nota, o Operador Nacional do Sistema (ONS) informou que uma “perda de carga” causou o apagão. Ainda segundo o ONS, as causas do desligamento estão sendo investigadas, e as equipes trabalham para a recomposição dos sistemas (leia a íntegra da nota mais abaixo).

De acordo com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, o apagão ocorreu após uma falha na usina de Belo Monte, no Pará.

“Eu não tenho informação mais precisa, mas foi uma interrupção em uma das linhas de Belo Monte”, afirmou.

À GloboNews, o ministro disse ainda que a falha ocorreu durante uma tentativa de aumentar a carga em uma linha de transmissão de Belo Monte.

Em nota, o Consórcio Norte Energia, responsável por Belo Monte, informou que o apagão não foi originado pela usina. “Ao contrário do divulgado, a usina também foi afetada pela falha ocorrida”, diz o comunicado.

As Centrais Elétricas do Pará (Celpa), por sua vez, informam que um problema foi detectado na usina de Tucuruí, no nordeste do estado. A usina é de responsabilidade das Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte) e fornece energia para estados do Norte e Nordeste.

O apagão atinge todo o território dos estados do Rio Grande Norte, da Paraíba, do Maranhão, de Pernambuco, do Ceará, de Sergipe, da Bahia, do Piauí, do Tocantins e do Pará.

apagao-nos-estados-v6

Facção invade bairro e troca tiros com rivais em São Luís

Uma invasão de membros de uma facção rival foi registrada por moradores do bairro da Camboa, nesta terça-feira (20). Vários criminosos armados com armas de grosso calibre chegaram ao bairro atirando e procurando integrantes de uma organização criminosa para “acerto de contas”.

Moradores ficaram acuados dentro de suas residências. Os mais corajosos conseguiram filmar a situação.

Portal Guará

Militar é preso no Maranhão por vender arma a traficante

O 2º sargento da Polícia Militar do Maranhão, Carlos Magno Alves Diniz, foi preso na noite de terça-feira (20), em São Luís, após ter vendido uma pistola para um homem que já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas.

Segundo informações da Polícia Civil, o traficante teria pago ao sargento da Polícia Militar o valor R$ 2.500 pela arma.

O sargento Carlos Magno Alves Diniz foi autuado pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), na capital.

G1 Maranhão

País tem 917 municípios em crise hídrica; maioria está no Nordeste

O Brasil tem 917 municípios em crise hídrica, informou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, ao participar do 8° Fórum Mundial da Água. Esse número corresponde aos municípios que estão em situação de emergência por seca ou estiagem até o dia 13 de março.

O ministro destacou que a crise hídrica não é mais um problema somente do Nordeste, onde estão a maioria das cidades. Do total de municípios, 211 estão na Bahia, 196 na Paraíba, 153 no Rio Grande do Norte, 123 em Pernambuco, 94 no Ceará, 40 em Minas Gerais, 38 em Alagoas, 18 no Rio de Janeiro, 17 do Rio Grande do Sul, além de registros em outros estados.

No fórum, o ministro destacou que é preciso fazer investimentos para ampliar e modernizar o sistema de abastecimento do país.

Segundo ele, o país tem cerca de 11% da água doce do planeta, mas a distribuição territorial não é uniforme. “Temos de intensificar a cooperação entre os órgãos governamentais. É importante que os estados estejam integrados, otimizar as estratégias de uso racional”, disse.

Ela acrescentou que também é “determinante” revitalizar o Rio São Francisco, buscar integração entre bacias das regiões do Brasil e investir em saneamento básico.

“No momento em que constatamos que a escassez hídrica e a insegurança hídrica não mais se reportam apenas ao Nordeste, é fundamental que as intervenções passem por um diálogo federado”, acrescentou o ministro.